Como escolher o tamanho de tapete certo para cada espaço?

Quer seja no tipo, estilo, tamanho, textura ou posicionamento, sabemos que existem muitas dúvidas no que diz respeito à escolha do tapete. Ninguém gosta de fazer uma compra da qual se arrepende mal chega a casa e experimenta, por isso, vamos tentar dar-lhe algumas indicações básicas para que perceba se aquele que tanto gosta é o adequado para o seu espaço. Começamos por dar algumas ideias sobre as dimensões adequadas, para cada espaço. Fora isso, para todos deverá ter em conta questões como a abertura de portas ou proximidade a paredes.

Tapete para a zona de estar

No caso de ser rectangular ou quadrado, o tapete para esta zona deverá sempre ter, no mínimo, a largura do Sofá. O ideal será que consiga ficar com uma faixa de alguns centímetros debaixo do sofá e cadeirões, caso tenha. Isto ajuda a que o tapete fique fixo e as suas pontas não levantem. Caso exista uma mesa de centro, o tamanho deve permitir que esta fique centrada, garantindo espaço para estar sentado e espaço para circular, ou seja, não deve ser demasiado pequeno nem parecer perdido, pois deixa de fazer sentido para o conforto daquela zona. Se divisão for muito grande, pode optar por um tapete que envolva toda esta zona de estar.

Tapete para a zona de refeições

O tapete para a zona de refeições, caso exista, deverá ser responsável por ajudar a delimitar esta zona. Por isso mesmo, não faz sentido existir se for demasiado pequeno. Deverá ter em conta a forma da mesa para decidir e o seu tamanho. Como? O tamanho do tapete deve ter em conta o espaço ocupado pelas cadeiras quando estão a ser utilizadas, por isso mesmo deverá ser sempre maior do que o tampo da mesa.  Caso a sua mesa seja quadrada, deverá escolher o tapete com a mesma forma, no caso da mesa redonda, deverá optar por redondo ou quadrado.

Tapete para quarto com cama de casal

As tendências actuais deixaram de contemplar o famoso conjunto de tapetes pequenos a acompanhar as laterais e fundo da cama. Seja por uma questão de conforto e de facilidade de remoção, estes cumprem os requisitos, por uma questão de estética e amplitude e coesão visual, gostamos de optar por 1 tapete único, que envolve toda a zona da cama e mesas de cabeceira. Se o pavimento for escuro ou tiver marcas de uso, um tapete grande é uma óptima forma de clarear o ambiente e tapar um pavimento do qual não se gosta. Este tipo de tapete deve sempre no mínimo ter uma largura que inclua a cama e as mesas de cabeceira e funciona ainda melhor se a cama for com pés. Se o espaço for pequeno, poderá também optar por marcar uma zona com um tapete de forma irregular.

Tapete para quarto com cama de solteiro

Aqui a forma e tamanho do tapete adequado estará sempre dependente do posicionamento da cama e das várias zonas que o quarto possa ter. No caso de uma cama colocada com o seu comprimento junto a uma parede, o tapete deverá ficar na zona em frente e nunca ter menos do que o comprimento da cama. Se possível, será maior e ocupará grande parte da zona livre do quarto, numa proporção adequada. Caso a cama esteja com a cabeceira junto a uma parede e centrada em relação ao quarto, poderemos também optar por um tapete de grande dimensão, cujo centro coincida com o da cama, ou optar por um tamanho mais pequeno, numa das laterais, ou ainda 2, marcando zonas diferentes de cada lado da cama.

Tapete para Hall e circulações

O tamanho do tapete para o hall de entrada deverá garantir a distância necessária para a abertura da porta ou, deverá ser maior caso a sua altura não interfira com a mesma.  Tal como já referido, deverá ter dimensão suficiente para marcar uma zona, garantindo cerca de 5 cms de distância até às paredes. Caso tenha uma consola ou móvel no hall, poderá optar por um tapete que apenas comece à frente deste ou que que fique sob, de acordo com o que ficar melhor no espaço. O mesmo acontece nos corredores. Escolha passadeiras únicas compridas, que ocupem a maioria do comprimento possível do corredor. A sensação de continuidade e amplitude é bastante importante nestas zonas.

Tapete para a varanda ou terraço

Gostamos muito de usar tapetes em zonas exteriores, como forma de as tornar menos frias, marcar zonas e acabar por criar uma zona de lazer cheia de conforto. Aqui, para além de serem escolhidos materiais apropriados para o uso no exterior, deverá ter em conta os mesmo princípios já falados para os espaços interiores. Caso tenha uma varanda pequena, cubra todo o chão com o tapete. Não faz sentido de outra forma. Caso tenha um terraço amplo e com a possibilidade de diferentes zonas, tenha em atenção por exemplo as indicações para a zona de estar e de jantar.

Partilhe as ideias deste artigo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
error: Content is protected !!