Luz branca ou amarela? Como escolher a certa para cada espaço da casa?

All about interiors

Sabe quem um determinado tipo de luz pode dar-lhe uma sensação de maior relaxamento, enquanto outro é capaz de o deixar mais desperto?  A iluminação é um dos principais factores que influenciam a nossa sensação num determinado ambiente.De nossa experiência, saber se optam por uma luz amarela ou branca é das dúvidas mais frequentes entre os nossos clientes. Se por um lado uma luz branca pode iluminar muito melhor, também torna o espaço mais frio, já pensou nisso?Para escolher a lâmpada de acordo com a temperatura, deverá procurar na caixa pelo número seguido de K (Kelvin). Dentro da temperatura escolhida, poderá optar uma potência maior ou menor, verificando os Watts e os Luméns. Uma lâmpada LED de 10 Watts equivale aproximadamente a uma lâmpada incandescente de 100 watts, com uma excelente luminosidade. Apenas por curiosidade, quanto mais luméns e menos watts tiver uma lâmpada, menor é o seu consumo.Para tentar ajudá-los na escolha da temperatura (tom) da luz adequada aos vários espaços da vossa casa, falamos de alguns princípios básicos que usamos e que esperamos que vão ajudá-los a chegar à secção de lâmpadas e não ficarem perdidos sem saber por onde começar.

Luzes amarela(quente) e luz branca(fria)

All about interiors

No caso da temperatura da luz, quanto mais baixo for o número, mais quente é a luz.  As luzes quentes mais usadas estão normalmente situadas entre os 2700K e os 3300K. As luzes amarelas são adequadas aos ambientes que se pretendem com uma maior sensação de conforto e relaxamento.Numa casa poderemos pensar em zonas como uma sala de estar, quartos, zona de refeições.As lâmpadas grandes com filamento vintage que se usam bastante actualmente, têm normalmente à volta de 1800 K, para que possam comparar. Se a juntar a isto, o vidro for escurecido, estamos a falar de uma iluminação muito fraca, quase semelhante ao efeito de uma vela, funcionando quase como luz de presença.A luz fria é uma luz adequada para zonas de trabalho, onde deve conseguir ver o melhor possível. É uma luz que ajuda também à concentração. Este tipo de luz é muitas vezes chamada de «luz de tarefa». São aquelas que deverá colocar em bancadas de cozinha onde trata da loiça e faz a preparação dos alimentos, mesas de trabalho e também em instalações sanitárias, espaços pequenos e que precisam de uma boa iluminação.  São as luzes entre os 5300K e os 6500K. Estes 6500 K são associados à luz do dia (sol).

Luz na sala

All about interiors

Numa sala comum, existem várias zonas, por isso mesmo, a escolha da temperatura da luz deverá ser feita de acordo com a função de cada zona. Deverá existir uma luz geral ou de ambiente, e deverão depois existir luzes pontuais mais baixas em zonas como mesas de apoio junto ao sofá, ou móvel de TV ou aparador e, sempre que possível, iluminação direccionada sobre a mesa de refeições, quer seja um candeeiro de tecto ou um candeeiro de pé em arco.Na zona de estar, optar por luz quente, pois esta é uma zona de lazer e relaxamento. No caso da zona de jantar, o candeeiro sobre a mesa tem duas vertentes, a de iluminação geral e a de tarefa. Caso seja possível, ter um regulador de intensidade da luz é excelente para estes casos. Caso não seja possível, uma sugestão mais de acordo com gosto pessoal recairá sobre uma luz mais neutra, entre o quente e o frio, com cerca de 4000K (até 4500K).

Luz no quarto

All about interiors

As luzes frias são mais próximas da luz do dia e podem ter uma influência negativa no relaxamento. Por isso mesmo, estas deverão ser luzes a evitar nos quartos, na zona de dormir.Uma vez que o quarto pode ter várias zonas, é importante também aqui escolher as temperaturas da luz de acordo com isso. Se a luz de tecto/ geral for demasiado amarela, esta também transmitirá uma luz que terá pouca capacidade de iluminar. Escolha por exemplo uma na casa das 3000K. Caso tenha uma secretária no quarto e também na zona de vestir ou junto ao roupeiro, a luz deverá ser mais banca, para poder iluminar correctamente em zonas que é preciso ver com clareza. Junto à cama, opte por uma iluminação quente, menos forte, que ajude a promover o descanso (2700K).

Luz na cozinha

All about interiors

A Cozinha pode ser considerada uma zona mais técnica. Por isso mesmo não deverá faltar uma iluminação forte, eficiente e direccionada. Sob os armários e para a bancada, deverá ter luz brancas e uniforme, capaz de iluminar na perfeição a bancada de trabalho. No tecto, sejam spots, calha com projectores ou régua, deverá também optar por uma luz branca ou neutra   ( 3500K-4000K) e poderá adicionar uma temperatura mais quente na zona de refeições, seja mesa ou bancada. Assim consegue um ambiente mais aconchegante e menos frio nesta zona.

Luz no escritório

All about interiors

Aqui, para além da iluminação indirecta do tecto (de amarelo mais frio a neutro), deverá sempre garantir a luz directa, com um candeeiro com luz branca que garanta a boa iluminação da secretária. Caso a secretária seja grande e esta luz seja insuficiente, pense em usar também um candeeiro direccionado de pé, na outra extremidade. Poderá depois adicionar também pontos de luz de realce para quadros ou mesmo em estantes de parede.  Neste caso, tenha em atenção também a intensidade da luz.

Luzes nas zonas de passagem

All about interiors

No hall e zonas de distribuição das casas deverá escolher luzes indirectas de tecto, com uma temperatura capaz de iluminar mas também de criar uma sensação acolhedora.  Caso possa, opte também por iluminação de parede ou ainda uma luz mais amarela num candeeiro de pé sobre uma consola. Poderá depois adicionar também pontos de luz de realce para algum quadro, molduras ou detalhes decorativos na parede.

Luzes nas instalações sanitárias

All about interiors

Na maioria das casas são espaços pequenos, sem iluminação natural, que precisam de boa iluminação, devendo ser entre o neutro e os tons mais quentes de branco.
Para além da iluminação de tecto, luz junto ao espelho é uma ajuda preciosa, escolhendo uma iluminação directa até 15 w, branca.

Partilhe as ideias deste artigo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
error: Content is protected !!